O que é Inflação e como ela Afeta o seu Bolso?

A inflação está presente no nosso dia-a-dia, e é um assunto recorrente no Brasil pois ela afeta as pessoas de várias formas possíveis. Os efeitos gerados pela inflação impactam significativamente o poder de compra e venda de todo mundo, isso porque ela diz respeito aos aumentos dos preços de produtos e serviços.

Na prática, a inflação afeta o seu bolso, pois ela faz com que seu dinheiro perca valor, já que ele não acompanha o aumento dos preços de produtos e serviços, além de que ela impacta a economia pois distorce os preços e os indivíduos não conseguem acompanhar o que está barato ou caro.

Muita gente ainda hoje não sabe o que é inflação e como ela afeta a economia e consequentemente o seu bolso. Por isso, neste blog o banco digital LeBank irá esclarecer o que é inflação e como ela funciona. Confira!

O que é Inflação?

A inflação é um termo da economia que é utilizado para representar o aumento dos preços de produtos e serviços. Os efeitos da inflação impactam diretamente na vida financeira dos indivíduos, pois alguns itens sofrem aumentos maiores que outros.

Por exemplo, se a inflação em determinado mês for de 2%, o aumento médio dos preços também será de 2%, mas esse aumento dos preços de produtos e serviços não é estável, por isso na economia determinados itens sofrem impactos maiores que outros.

Com isso, a inflação diminui o poder de compra e  aumenta o custo de vida, uma forma simples de perceber esse impacto é ir ao supermercado e ver que determinados produtos estão mais caros do que alguns anos atrás. 

Na economia, a alimentação, vestuário, transporte, habitação, saúde, educação, comunicação e despesas pessoais é chamado de “cesta de produtos”, e a inflação em determinadas situações causa transtornos para os consumidores, pois o aumento dos preços de produtos e serviços em muitos casos não é acompanhado de reajustes salariais.

Quais são as Causas da Inflação?

O aumento nos índices de inflação pode ter várias causas, que podem ser agrupadas em:

  1. pressões de demanda;
  2. pressões de custos;
  3. inércia inflacionária;
  4. aumento de emissão de moeda.​

Aumento na Demanda

O aumento na demanda, refere-se ao excesso de pessoas querendo adquirir um determinado item, ou seja, a oferta existente aumenta muito rápido, dificultando o fornecimento para todos. 

Ou seja, a demanda ficou maior do que a oferta. Por isso, nesses casos o preço tende a subir, gerando inflação e impactos na economia. Geralmente esse processo pode ser influenciado por fatores como:

  • aumento da renda;
  • aumento dos gastos públicos;
  • aumento do crédito e diminuição das taxas de juros.

Aumento nos Custos de Produção

O aumento nos custos de produção refere-se ao aumento no preço da oferta. Ou seja, a inflação surge quando fica mais caro produzir um produto, desse modo é comum que a produção diminua e os preços aumentem. Esse processo que causa muito impacto na economia pode ser influenciado por:

  • aumento dos preços externos;
  • aumento do custo da mão de obra;
  • aumento dos impostos.

Inflação inercial e estrutural

A inflação inercial e estrutural está relacionada ao processo de expectativa de inflação futura.

A inércia refere ao aumento no preço da oferta e está associado aos mecanismos de indexação da economia, ou seja, ela é calculada com base no índice de inflação passado somado à expectativa de inflação futura.

A estrutural assemelha-se à inflação por custos, porém o problema encontra-se na falta de eficiência dos meios de produção fazendo com que haja um aumento dos preços de produtos e serviços.

Emissão de papel-moeda

Algumas ações do governo podem impactar também na economia e no aumento da inflação. Quando o aumento dos preços de produtos e serviços são maiores do que os arrecadamentos, em alguns casos pode ser necessário “imprimir” mais dinheiro, ou seja, mais papel-moeda para assim existir um maior volume de dinheiro em circulação, mas quanto mais dinheiro circulando no mercado do que a quantidade de oferta de produtos e serviços, os preços aumentam gerando a inflação.

A partir das causas da inflação, é possível compreender que ela gera um impacto direto na vida dos consumidores, seja na alimentação, moradia, locomoção, entre outros fatores.

Sendo assim, a inflação não é medida por um índice único. No Brasil, o principal índice de economia que calcula o valor oficial da inflação é o (IPCA) Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é baseado no consumo de famílias com renda entre 1 e 40 salários mínimos, medida pelo IBGE.

Mas além desse índice, existem outros que ajudam a medir o aumento dos preços de produtos e serviços, como: índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), índice Geral de Preços (IGP) e índice de Preços no Atacado (IPA).

Consequências da Inflação

A inflação gera várias consequências para a economia, pois ela mede o poder de compra dos indivíduos, e com o aumento dos preços de produtos e serviços ocorre a desvalorização da moeda.

Outra consequência da inflação é o rendimento real em investimentos e desequilíbrio da balança comercial que envolve aumento nas importações e diminuição das exportações, além de desestimular setores da economia a realizar investimentos e melhorias no país e é claro a diminuição do poder de compra da classe trabalhadora.

Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou a ter mais entendimento sobre a inflação e de como ela impacta a sua vida financeira?  Que tal compartilhar este conteúdo com mais pessoas e ajudá-las também?